segunda-feira, 29 de agosto de 2011

sobre um ceará x bahia



domingão.

sol de não te deixar pensar.

pv lotado.

a gigante torcida alvinegra se espreme no caldeirão para assistir ao duelo entre os dois melhores times de todo o nordeste.

porém, antes da bola rolar e para delírio da massa, ele volta ao gramado.

não caminhando, infelizmente. mas deslizando sobre a sua cadeira de rodas.

de qualquer forma, é ele.

o cara.

o mito.

o maior de todos.

gildo fernandes de oliveira.

o pernambuquinho.

é uma pena que não possa mais andar.

porque se pudesse, certamente daria mais uma volta naquele campo onde reinou por tantos anos.

seria aplaudido de pé por todos os 18.923 torcedores que se fizeram presentes...

mas a idade pesa.

e após a mais que merecida homenagem e muitos gritos de "aí é gildo", ele dirige-se para as arquibancadas para assistir a bola rolar na gentilândia.

e não demora para o alvinegro dizer quem é que manda.

thiago humberto, minimamente impedido, recebe depois de boa troca de passes entre nicácio e boiadeiro, e bate. a bola desvia e, chorona do jeito que de vez em quando é, ainda bate na trave antes de cruzar a linha.

1x0.

o gigante tricolor sente o golpe, mas não demora a reagir e parte pra luta com seus 22 pés e mais um apito.

michel, eusébio, fabrício, erivélton e, principalmente, cléber e diego defendem a meta alvinegra como podem após os sucessívos e intermináveis bombardeios baianos.

impossível não lembrar de figueirese x ceará.

impossível não lembrar de ditados e clichês como "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura" e "a bola pune".

não...

hoje não.

em casa, não.

e quem decreta a sentença é um tal garoto de ouro chamado osvaldo.

depois de dominar ainda no campo de defesa, ele dribla o chiclete com banana, a ivete sangalo, o elevador lacerda, o dendê, o acarajé, o abará e dispara.

livre.

ninguém na sua frente, mas milhares rosnando no seu calcanhar.

será que pegam?

talvez, se corressem o dia inteiro.

após a carreira no melhor estilo usain bolt, cara a cara com o goleiro, o camisa 11 toca de lado para felipe azevedo.

"faz."

2x0.

explosão.

caixão fechado?

quase.

na batida do último prego, o pentacampeão mundial edmilson ainda tem a maldade de fazer o seu em linda cobrança de falta.

e o apitador encerra a partida.

3x0, 25 pontos, 13ª posição e um primeiro turno dentro do que se esperava.

no rumo certo para a permanência.

6 comentários:

  1. Ótimo texto! Tudo que merecia ser dito da melhor maneira possivel.
    Que bom que você acabou entendendo que precisava dividir a sua bela forma de escrever! ;D
    Boa sorte aí no blog, sei que vai longe!
    Beeijo.

    ResponderExcluir
  2. só assim pra eu perturbar um pouco menos os tricolores no facebook, né?

    ResponderExcluir
  3. Aquela arrancada do Osvaldo foi demais. Mas a defesa do goleirão foi importantissima também. Um gol ali complicaria muito a situação.

    De parabéns demais a iniciativa do Ceará para com o Gildo.

    ResponderExcluir
  4. com certeza, capitão.

    aquela defesa foi fundamental.

    ainda mais naquela altura da partida, onde o bahia estava bem melhor e atacando bem mais. se eles empatassem iam pra cima com tudo tentando a virada.

    mas o diego estava muito inspirado. fechou o gol e evitou umas quatro chances reais.

    fernando henrique vai ter que suar pra colocar esse cara no banco.

    ResponderExcluir
  5. Show de bola, mesmo, Davi!
    Tá favoritado, já.

    Torcendo aqui pro blog dar certo. E sei que vai dar.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  6. É isso ai davi..parabéns pelo blog!
    Torcendo pelo sucesso!

    bjs

    ResponderExcluir